28 de Agosto: Santo Agostinho, o grande bispo e doutor da igreja

139

O Padre Mário e a Profª Flávia contam a história do Santo, um dos mais importantes teólogos e filósofos dos primeiros anos do cristianismo.

Santo Agostinho é, juntamente com Santo Tomás de Aquino, um dos mais conhecidos doutores da Igreja, e o que mais tem ecoado em diversos pensamentos até hoje. O padre Mário cita A Cidade de Deus em sua fala, que é tida até hoje como obra-modelo por biógrafos, teólogos, historiadores, filósofos e autores diversos. Santo Agostinho, que entrou no Céu com 76 anos de idade (no ano 430), converteu-se com 33 anos, quando foi catequizado e batizado por Santo Ambrósio. Depois de perder sua mãe, voltou para a África, onde fundou uma comunidade cristã ocupada na oração, estudo da Palavra e caridade. Isso até ser ordenado sacerdote e bispo de Hipona, santo, sábio, apologista e fecundo filósofo e teólogo da graça e da verdade. Agostinho buscava na razão a justificativa para a fé, e em sua vida dedicou-se a estudar melhor o comportamento, o livre-arbítrio, defendendo que só podemos encontrar a verdadeira liberdade através da Graça. Que Santo Agostinho nos inspire com o seu exemplo de vida e história.

Santo Agostinho de Hipona, rogai por nós!