CNSR Espiritualidade: Solenidade de Cristo Rei

0
47

Cristo Rei – Entenda o significado dessa festa

A Festa de Cristo Rei é uma das festas mais importantes no calendário litúrgico, nela celebramos Cristo que é o Rei do universo. O seu Reino é o Reino da verdade e da vida, da santidade e da graça, da justiça, do amor e da paz.

O ano litúrgico termina com esta que salienta a importância de Cristo como centro da história universal. É o alfa e o ômega, o princípio e o fim. Cristo reina nas pessoas com a mensagem de amor, justiça e serviço. O Reino de Cristo é eterno e universal, quer dizer, para sempre e para todos os homens.

A celebração da Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo, fecha o Ano Litúrgico onde meditamos, sobretudo no mistério de sua vida, sua pregação e o anúncio do Reino de Deus.

Concluindo o ano litúrgico com esta solenidade, somos transladados para um novo ano litúrgico.

Para compreendermos melhor, uma explicação sintetizada do ano litúrgico: A Igreja estabeleceu, para o Rito romano, uma sequência de leituras bíblicas que se repetem a cada três anos, nos domingos e nas solenidades. As leituras desses dias são divididas em Ano A, B e C. No Ano litúrgico A leem-se as leituras do Evangelho de São Mateus; no ANO B, o de São Marcos e no ANO C, o de São Lucas. Já o Evangelho de São João é reservado para as ocasiões especiais, principalmente as grandes Festas e Solenidades. Nos dias da semana do Tempo Comum, há leituras diferentes para os anos pares e para os anos ímpares, tirando o Evangelho, que se repete de ano a ano. Deste modo, os católicos, de três em três anos, se acompanharem a liturgia diária, terão lido quase toda a Bíblia.

Com o início do ano Litúrgico, vivenciamos o primeiro Tempo Litúrgico que é o ADVENTO. Nele celebramos e meditamos durante quatro semanas que antecedem o Natal, num tempo forte de expectativa e alegria na espera do Messias, o Salvador da humanidade.

No Advento, a Igreja se reveste da cor Roxa. O roxo no Tempo do Advento não significa penitência, mas um recolhimento, uma purificação da vida pela justiça e pela verdade, preparando os caminhos do Senhor. O roxo vem acompanhado do sentido de um recolhimento que alimenta uma esperança. A esperança da Salvação, que se faz Homem e habita no meio de nós. Em alguns lugares já se usa o rosa no Advento querendo realçar o sentido mais suave deste recolhimento.

Que possamos celebrar piedosa e santamente os mistérios de nossa salvação, proclamando a realeza de Cristo na nossa vida cristã, impulsionados pela esperança do advento da nova vida que renasce a cada Natal do Senhor.

(http://www.paroquianossasenhoradocarmo.com/jornal/201011cristo_rei.htm)

CNSR Espiritualidade: Solenidade de Cristo Rei
5 (100%) 2 votos
Escola em Osasco

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here